Siga por e-mail

Seguidores

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O cajado

Cajado

O instrumento mágico é, na verdade, a VARA. Cajado, cetro, bastão, lança e, inclusive, o caduceu (vara entrelaçada por duas serpentes), o tirso (vara entrelaçada com ramos e folhas) e o tridente (vara com três pontas), são variações desse instrumento mágico. E todos eles são, em última análise, símbolo de poder e fertilidade. E está, sim, ligado à terra.

Para aprofundarmos seu significado, é preciso resgatar toda a espiritualidade ligada às árvores sagradas. Particularmente da Árvore no centro do mundo - o "Eixo do Mundo" -, presente em praticamente todas as formas de religiosidade no mundo. A árvore tem suas raízes ocultas nas profundezas da terra, onde se fixa e de onde misteriosamente tira substâncias... mas seus ramos se elevam ao alto, rumo ao céu. Dessa forma ela liga os três mundos - o de baixo (nosso passado, nossa ancestralidade, nossas memórias... pois a terra é o pó dos que vieram antes de nós), o do alto (nosso futuro, nosso destino) e o do meio (o presente). E, nesse sentido, se quiser estabelecer uma relação com seu corpo, o mais apropriado seria o ESQUELETO - aquilo que nos sustenta, que nos coloca de pé, que nos dá força e firmeza... e que sobrevive à morte. Entre os povos originários do Brasil, a "alma" está ligada ao esqueleto exatamente por isso: assim como ela, ele permanece!

A magia da Vara está ligada, pois, à magia das árvores. E, então, o "poder" da vara está, até certo ponto, ligado à árvore de onde ela saiu, pois o Espírito da Árvore permanece nela. Eu tenho uma Vara linda, que ganhei na semana da minha iniciação, de uma amiga do sul: ela é feita de cedro... árvore sagrada para os Guarani (que a chamam de "ygary ñamandu" = a memória original. Se você viu o filme Avatar, o cedro para os Guarani equivale àquela árvore que contém todas as memórias...).

A função mágica da vara é ampla! Talvez difícil de responder em apenas um e-mail. Seria necessário um livro, eheheheh. Mas a partir da espiritualidade das árvores, podemos dar umas pistas:

- Antes de mais nada, a Vara é um elemento de ligação entre os mundos. Portanto, tem um poder xamânico e totêmico. Nela você deve se apoiar para viajar pelos outros mundos (seja o de baixo, seja o do alto).

- A Vara é o Eixo Cósmico e, portanto, um ômphalo. Ela centra no espaço e, portanto, é o instrumento por excelência para se traçar um círculo mágico: a partir do centro, com o braço estendido, segurando a Vara, roda-se ao redor de si mesmo traçando o "círculo perfeito" que, ao mesmo tempo, estabelece o centro do mundo - o ômphalo, o umbigo - e cria o espaço sagrado.

- A Vara normalmente é "calçada" ou "ferrada", ou seja, coloca-se uma ponteira nela, chamada "prego". Muitos confundem isso supondo ser necessário colocar um prego na Vara. Bem, ferrada desse jeito, a Vara pode ser fincada em qualquer solo, por mais duro que seja; e se torna um elemento de proteção e ataque. Portanto, a Vara também tem a função mágica de proteção e de ataque.

- Somando-se todas as facetas anteriores, a Vara também tem a capacidade (e a função) de fixar o poder onde for fincada, tanto para tornar-se um centro irradiador desse poder (e, ai, assume uma imagem de Tocha - outra variação da Vara), quanto para concentrá-lo, não deixá-lo de dispersar.

Aquela imagem tradicional de São Jorge, montado em um cavalo, matando um dragão com sua lança é extremamente xamânica e revela todo o poder da Vara: o cavalo é símbolo da força telúrica; Jorge está de armadura (protegido) e capa vermelha que são dois símbolos da iniciação xamânica (o vermelho é o sangue do animal sacrificado); a lança é, na verdade, a Vara ferrada... e o dragão é símbolo da Energia Telúrica. Traduzindo para nossos termos, aquela imagem tradicional revela um xamã investido de todo o seu poder, usando a Vara para fixar o poder naquele lugar! O dragão que se enrosca na Vara do xamã é o mesmo símbolo do caduceu: um vórtice de energia ao redor do eixo do mundo, ligando-os, pelo poder do xamã.

Cada vez que um xamã ou sacerdote finca com propriedade e poder sua Vara no solo, está fazendo a mesma coisa que se encontra representada nessa imagem de São Jorge: está concentrando e fixando o poder telúrico, criando um centro de concentração e irradiação desse poder, estabelecendo um centro do mundo e uma ligação entre os mundos.

Como vê, a Vara é um instrumento bastante poderoso... mas também não para qualquer um usar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.