Siga por e-mail

Seguidores

domingo, 26 de fevereiro de 2012

"SÓ VOA QUEM SE ATREVE A FAZÊ-LO'


Viver nada é mais senão ser, verdadeiramente, aquilo que somos e queremos!
É lutar pelos nossos sonhos mesmo que sejam irrealistas para o conjunto da maioria.
Viver é AMAR. É poder abraçar quem gostamos e sentirmo-nos felizes por esse momento. É dizer aquilo que verdadeiramente sentimos sem termos vergonha disso mesmo. É darmo-nos por inteiro e sem reservas. É sermos loucos e surpreender com a nossa loucura.
Viver é SER LIVRE.É poder sorrir, livremente, e dar gargalhadas estridentes ao ponto das pessoas olharem para nós. É fazer aquilo que nos apetece. Tocar ás campainhas e fugir, como em crianças. Chapinhar na água e sujarmo-nos de lama. É comer um gelado de chocolate no inverno quando todos olham para nós. É deitarmo-nos na relva, numa noite quente, e contar as estrelas cadentes que conseguimos ver. É atravessar uma passadeira pisando apenas o traçado branco. É idealizarmos formas e visualizarmos coisas e objectos olhando para as nuvens. É gastar todo o dinheiro que temos naquilo que nos apetece. É falar com os amigos no messenger até tarde e ir para o trabalho com poucas horas de sono. É podermos comer a parte do meio das torradas divididas em três. É passear na praia vazia. É correr com o cão (o Tejo) e perceber que ele corre muito mais que nós. É limpar-lhe a baba, e as patinhas com toalhetes Dodot perfumado. É dormir com ele quando todos dizem que é uma javardice. É agradecer sinceramente aos tios pelas cuecas e meias oferecidas no Natal. É ser vegetariano. É emocionarmo-nos com um filme ou com uma música e não termos vergonha disso. É roubar no supermercado, pelo menos uma vez na vida. É gritar de alegria e chorar de emoção. É cheirar a roupa da cama lavada. É contermo-nos para não nos rirmos na cara de uma pessoa, e não conseguirmos fazê-lo. É atirar bombinhas de mau cheiro para a papelaria da nossa rua, e contarem aos nossos pais que fomos nós. É acreditar piamente nos nossos ideiais e lutar com afinco por eles. É poder dormir, num Domingo, até tarde, e ter o pequeno almoço na cama quando acordamos. É ir a uma exposição, no último dia, e esquecermo-nos dos bilhetes em casa. É ter amigos que saibam tudo acerca de nós. É fazer nudismo e perceber que fazemos sucesso! É poder mentir, pelo menos uma vez na vida, para dizer que fazemos sucesso ;), É ajudar os outros. É praticar Yôga. É lamber os dedos depois de comermos o bolo cheio de natas, sem o guardanapo. É sorrir para alguém quando estamos no meio do trânsito e arrancarmos de seguida.
Viver é VIAJAR. É poder organizar viagens com amigos e partir em busca do desconhecido, mesmo que a nossa família pense que devíamos poupar algum dinheiro. É dizer á família que estamos a amealhar algum dinheiro, para que quando tivermos a quantia junta, gastá-lo em viagens e não dizer nada à mãe. É idealizar viagens fascinantes e perceber que não há dinheiro para tanto, mas mesmo assim acreditar que um dia será possível realizá-las. É caminhar pelas cidades e emaranharmo-nos pelo desconhecido. É passear sem mapa. É falar com desconhecidos e passarmos uma tarde a conversar mesmo sabendo que nunca mais nos iremos ver. É decidir à última da hora e fazer a mala com o mínimo. É termos medo que nos aconteça alguma coisa mas não partilhar esse sentimento com ninguém. É vender na feira da ladra por alguns dias na intenção de angariar dinheiro para atingir os nossos sonhos. É arriscar. É sermos irreverentes ao ponto de gastar vários euros por apenas um café, numa esplanada europeia. É comer coisas estranhas, porque são típicas de cada terra.
Viver é partir com as amarras da sociedade.
É ser quem somos. Sem medos.
Afinal... Só voa quem se atreve a fazê-lo!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.