Siga por e-mail

Seguidores

domingo, 4 de março de 2012

Antinous - Deus Homossexual


Antínoo (Antinous)

Antinous foi uma pessoa real, nascida na Bitínia. O Imperador Adriano o levou de sua terra quando estava em viajem ao país, muito possivelmente pela sua beleza. Após sua misteriosa morte às margens do Rio Nilo em 130 a.C.: foi deificado e declarado um Deus pelo Imperador Adriano, com quem mantinha uma relação homoafetiva aberta. A sua morte, um mistério até hoje, levanta muitas teses. Uma delas é de que Antinous tenha se matado no Nilo para assegurar estabilidade ao governo de seu soberano, que na época passava por crises no governo. Essa prática era ralativamente comum no Egito, onde morriam jovens do genero masculino para assegurar as cheias do Nilo ou para atender a algum pedido do sacrificado. Eram homens porque assim também morreu Osíris, Grande Soberano do Egito.

Adriano espalhou a religião de Antinous através de Roma e territórios conquistados, promovendo o culto ao Deus como salvador do mundo e o portador da paz. Sua religião é considerada a última manifestação da fé Pagã, antecedendo a conversão Cristã romana pelo Imperador Constantino. Essa foi uma das ultimas formas de culto pagão antes do governo de Constantino, que decretou como religião oficial o Cristianismo.

Atualmente, praticantes do Paganismo estão revivendo o culto a Antinous como o Deus que assegura o entendimento do seu mais sagrado Mistério: a Homotheosis, ou a sacralização da homossexualidade. Esse assunto muito discutido entre os diverso praticantes do paganismo além de controverso, é também uma questão que cabe a cada pessoa analizar e tomar seu partido. Minha opinião é a de que os praticantes homosexuais que não se sentirem bem com as figuras pagãs de Deuses como Astado, Osíris, Baco, e outros heterosexuais, tendam a tomar partido de Antinous ou outro Deus Homotheótico.
 A religião de Antinous é uma religião Gay, dedicado àespiritualidade homossexual. Somos dedicados a Antinous de Bitínia, que era uma pessoa real... um menino lindo, que era preferido pelo imperador romano Adriano em uma relação que foi abertamente homossexual. Antinous foi declarado um deus depois que ele morreu misteriosamente no rio Nilo, no ano de 130. Adriano espalhou a religião de Antinous ao redor do mundo romano, e promoveu Antinous como o salvador do mundo, portador da paz.

Antinous é um Deus de Homossexualidade, nós o reconhecemos como o salvador de todos os homens homossexuais, através do poder de sua beleza que nos desperta para a beleza do cosmos, e para nossas almas para a transfiguração. A homossexualidade é sagrada, e Antinous é a manifestação da essência divina Gay. Através do amor de nossa própria espécie, estamos cientes de amor-próprio, e a origem do amor celeste... e como o segredo do nosso coração, nós somos feitos divinos, pela graça e beleza de Antinous."



" O Deus Queer é considerado o primeiro reflexo visto pela Deusa quando Ela se mirava no espeho curvo e negro do Universo, fazendo amor consigo mesma para criar toda a vida. ele é a própria imagem da Deusa refletida na luz do êxtase, momento infinito da criação. Se tornou o Seu primeiro amante e é a expressão do amor puro, a alegria ilimitada e a sexualidade em suas amplas manifestações. Ele representa não a heterossexualidade ou homossexualidade em sí, mas a sexualidade como o abraço apaixonado do Divino, em cada um de nós e no Universo.



Assim, quando nos ligamos a uma outra pessoa no êxtase do amor, seja numa relação homossexual ou heterossexual, abraçamos o divino em nós mesmo, no outro e no universo. Esta é a chave para começar a conexão com o Deus Queer. Sendo assim, pagãos homossexuais ou bissexuais consideram seu patrono, já que ele pode ser considerado masculino e feminino, amado e se relacionando com ambos.
O Deus Azul é aprópria manifestação do amor. Seu nome está associado com Diana, um dos nomes sagrados da Deusa, e a raiz da palavra inglessa 'glass', significando espelho. Isto nos dá a idéia de que o Deus Azul é a própria imagem da Deusa, refletida na luz do êxtase, no momentinfinito da criação.
O Deus Azul é a primeira manifestação masculina da Deusa e por isso está mais próximo da Deusa na maioria das tradições pagãs, o que nos dá mais indícios ainda de sua essência feminina.
Dian Y Glas é a própria manifestação do self profundo, aquilo que nos conecta com o Divino há tanto renegado e esquecido.
Ele é visualisado como um Deus azul prateado ou como o próprio céu azulado.
O Deus Azul está associado com a primavera, juventude e alegria. Ele é muitas vezes chamado de Espírito Pássaro e o seu principal símbolo é o Pavão com uma estrela prateada no peito."

3 comentários:

  1. Eu creio ( na minha opinião ) no Divino Feminino e O Masculino como o Mesmo ... É diferente de ser gay, que é sentir atração por pessoas do mesmo sexo !
    Sem críticas , somente opinião ... creio que o espiritual é além do que podemos compreender e que tudo aqui( inclusive feminino e masculino ) é reflexo do mundo espiritual e o Divino como Andrógino ( se é ) é diferente e jamais seria gay que este último é sentir atração pelo mesmo sexo! ( com todo respeito aos gays) ... fica só a opnião e parabéns pelo lindo blog! É lindo!

    Beijão Alana!

    Samuel Martins
    Bruxo natural e ( creêm que hereditário, rsrs )

    ResponderExcluir
  2. Olá Samuel...
    Ai que tá, eu não sei!!!rsrsrs Todos os meus mestres e sacerdotes o ver como homo devido a sua história. Mas, eu não tenho uma opinião formada a respeito. Sou só uma curiosa, pesquiso fontes, posto e as vezes comento. Mas muitos Deuses eu nem me atrevo em opinar, sigo a energia, faço minhas orações, os respeito. Por isso respeito demais a sua opinião.Mas a história de Antinous é esta. Que ele seria. Quem sou eu pra dizer que Sim ou Não. Postei como curiosa e estudiosa a respeito. Ainda tem muito sobre os Deuses que não sabemos e por certo nunca chegaremos a este conhecimento. Até Já fora questionado em nossos estudos que os Deuses seriam os Guardiões das Torres de Observação, seres estelares, que em grupos vieram a Terra passar seus ensinamentos, construíram maravilhas como as pirâmides entre outras... e que por esta razão, por virem em grupos era um dos motivos pelo qual haviam muitos Deuses com os mesmos atributos, ex: Freya e Frigg, Afrodite e Vênus. Mas esta é só mais uma questão levantada pelos Altos Sacerdotes. E eu como uma boa Sacerdotisa disciplinada, escuto e respeito, mas não temos que concordar com tudo. Por isso, respeito a tua opinião demais como já disse.
    Obrigada pelos Elogios, seja muito bem vindo!!!
    Abençoado Seja.

    ResponderExcluir
  3. Oee... Então.. Tipo,queria fazer um feitiço para atrair amor gay pra mim sabe... E queria saber como... Kkk agradeço se responder :3

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.