Siga por e-mail

Seguidores

quinta-feira, 22 de março de 2012

A Árvore da Lua na Bruxaria



[A Árvore da Lua não é um vegetal; é um sistema energético-simbólico, parecido com a Árvore das Sephiroth. Não faz parte da Bruxaria Gardneriana, mas é uma parte vital da Bruxaria. Na verdade, toda a Tradição dos Mistérios da Bruxaria está nessa árvore.]


Livro: Witchcraft, a Mystery Tradition
Autor: Raven Grimassi

Na Tradição dos Mistérios da Bruxaria há um símbolo conhecido como a Árvore da Lua. Representações dessa árvore podem ser encontradas em antigas culturas, como a dos etruscos, assírios, gregos e romanos. Cada cultura antiga imaginou o desenho da árvore de acordo com seu estilo único de arte, e ainda o simbolismo essencial da árvore reflete a unidade de um conceito essencial. 

Como notado previamente, as árvores têm sido vistas como pontes simbólicas para o “Outro Mundo” por muitos séculos. No folclore europeu passagens para o Reino das Fadas freqüentemente aparecem no oco de certas árvores. Na sabedoria do norte da Europa a árvore pode fornecer iluminação, como no caso do deus Woden que pendeu de uma árvore por vários dias. Esse tema também se reflete na imagem clássica do Tarot, o Enforcado. 

O tema da iluminação através de uma árvore é freqüentemente simbolizado por seu fruto. O fruto em si traz consigo a essência divina da deidade que mora na árvore. Esse tema básico aparece também no Culto de Dionisos onde seu espírito é passado para o vinho ritual, o fruto da videira [cf. chakra Soma, e sua respectiva secreção.]. A associação da Lua com a árvore é muito antiga e liga a Deusa da Lua ao fruto da árvore.

Uma das mais antigas representações da Deusa da Lua era um pilar de madeira ou tronco de árvore, nesse caso de Hécate. A adoração arcaica de Hécate incluía um pilar de madeira (conhecido como hekataion) que era colocado em uma encruzilhada. Aqui nós encontramos a árvore como um símbolo da deusa em um lugar que representa a entrada do Outro Mundo.

Na arte antiga a Árvore da Lua é representada como se fosse uma verdadeira árvore, ou como um mastro truncado ou pilar estilizado. Em muitos mitos antigos a Árvore da Lua era cortada e esculpida em forma de barco para um deus morto ou um caixão como no mito de Osíris. Aqui nós vemos as raízes de um tema antigo no qual o deus sacrificado viaja em um barco lunar em seguida à sua morte. Esse tema modificado aparece na lenda arturiana onde o corpo do Rei Arthur é levado para Avalon (a Ilha das Maçãs) em um bote. 

Na arte antiga a Árvore da Lua é representada comunemente portando treze florações ou tochas, simbolizando o fato de que há sempre treze luas em um ano (quer sejam luas cheias ou luas novas). A Árvore da Lua típica é freqüentemente decorada com fitas, similar ao Maypole europeu. Às vezes a Árvore da Lua aparece envolta em um pórtico de templo ou em uma treliça. Isso relembra o fato de que a Deusa da Lua foi adorada primeiramente em uma gruta ou em um bosque de árvores.

Na Tradição de Mistérios da Bruxaria, os ensinamentos internos concernentes ao significado esotérico da Árvore da Lua ainda são retidos. O simbolismo da Árvore da Lua é múltiplo e encerra os próprios Mistérios. O estudo e compreensão da Árvore da Lua traz à pessoa o fruto da árvore divina. Aqui a pessoa encontra um único fruto branco, que é a sagrada comida da iluminação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.