Siga por e-mail

Seguidores

sábado, 31 de março de 2012

Magia Branca e Magia Negra




A Magia não tem cor. Nem negra, nem branca, ou qualquer outra... Muito se fala em “magia branca” ou “magia negra” mas a Magia é uma só, não sendo “boa” ou “má”. O que importa é o uso que se faz dela.

Por exemplo: uma faca pode ser utilizada para cortar um pão e servir de alimento, assim como pode ser utilizada para ferir alguém. Em ambos os casos, a culpa foi da faca? Não, ela serviu apenas como instrumento para que determinada ação fosse realizada.
Assim é com a Magia. Um bruxo deve saber trabalhá-la em sua totalidade. 
Existe sim nomes dados ao Ato de fazer mal uso desta.
Se você fere alguém, mata animais para uso ritualístico, dão o nome de Magia Negra... Mas não é a cor e sim você que é perverso.
A primeira coisa que aprendemos quando estamos lidando com Magia no Paganismo é o reflexo da Natureza. A Natureza não é boa nem má, ela apenas é. 
Tempestades, trovões, catástrofes ambientais...O mar que sustenta peixes é o mesmo mar que mata as pessoas afogadas, causa maremotos ou afunda embarcações. Isso quer dizer que o mar “é mau”? Claro que não. As coisas simplesmente são. 






Tudo é muito complexo para caber em apenas duas classificações tão simples. Para quem deseja trabalhar com a Magia, é fundamental conhecer determinados conceitos relacionados à nossa Arte.
Qualquer pessoa que esteja de comprometimento sério com a Bruxaria sabe que não tem absolutamente nenhum sentido dar cores às nossas práticas.

Dessa forma, não existe magia branca, magia negra, magia vermelha, verde ou qualquer especificação que seja. A Magia é uma só, sempre foi e sempre será, assim como eu sou, você é, a Natureza é. Usar um termo como “magia negra” para denominar algo que se considera ruim é, além de tudo, racismo dos brabos! Vamos parar de perpetuar essa crença preconceituosa e sem sentido.





Nenhum comentário:

Postar um comentário