Siga por e-mail

Seguidores

sábado, 24 de março de 2012

Os Esbaths


Por Claudiney Prieto

Além da celebração dos Sabbats, os Wiccanianos reverenciam outras importantes mudanças que ocorrem na natureza como a mudança das fases lunares.
A fase lunar mais importante é a cheia, momento onde a lua encontra-se em seu poder máximo, no ápice de sua força. A lua cheia representa a Deusa em sua face Mãe, o seu aspecto primordial.
Aos rituais de Lua cheia damos o nome de Esbat, um termo que passou a ser popularmente usado a partir do início do século XX.
A palavra Esbat vem do francês arcaico "Esbatre" que significa "divertir-se".
Nos rituais de Lua cheia os Wiccanianos se reúnem em seus Covens, ou realizam cerimônias privativas, para prestarem seu culto devocional à Deusa e ao Deus para  praticarem Magia, confeccionarem um talismã, consagrarem objetos e utensílios mágicos ou simplesmente cultuarem seus antigos Deuses. Os Esbats são momentos onde os Bruxos não só realizam suas celebrações em honra à Deusa, mas também compartilham notícias, opiniões e informações sobre suas diferentes experiências e práticas na Arte. Habitualmente cânticos e danças são parte integrante dos Esbats.
Treze lunações são celebradas no decorrer de um ano. Isso acontece por que os Wiccanianos seguem os antigos calendários lunares dos povos celtas, baseados em 13 meses com 28 dias.
Entre os povos antigos, quando praticar Bruxaria era passível de execução, o ritual de Esbat era realizado na calada da noite, no interior de um bosque ou floresta, longe dos olhos curiosos e onde poucos se atreviam a entrar.
Durante o Esbat honramos nossos Deuses e agradecemos suas bênçãos e presença em nossas vidas. Neste período também lançamos feitiços de acordo com as influências lunares em voga ou momento do ano em que nos encontramos. Se houver necessidade, também podemos realizar práticas divinatórias e rituais de cura. Um Ritual de Lua Cheia pode também consistir simplesmente em sentir o fluir das energias ou uma prática meditativa, única e exclusivamente.
Uma prática comum nos rituais de Esbat é o ato de Puxar a Lua Para Baixo onde o poder lunar e da Deusa são atraídos para uma Sacerdotisa ou Bruxa. Isto pode ser realizado em um Coven ou até mesmo pelo praticante solitário. Quando puxamos a Lua, convocamos os poderes mágicos lunares para que entrem em nós e iluminem nossa alma. Esta energia pode ser usada posteriormente para a realização de um feitiço, consagração ou para ser emitida a alguém que precisa de cura.
Em um Esbat realizado num Coven, o ritual de Puxar a Lua para Baixo é uma das experiências mais bonitas e transformadoras onde o Sacerdote invoca o espírito da Deusa para se tornar uno com a Sacerdotisa. Nestes momentos a Sacerdotisa pode declamar a Carga da Deusa ou palavras espontâneas inspiradas representando o poder da Deusa na Terra.
Entre os praticantes Solitários, o ato de Puxar a Lua para Baixo pode ser feito simplesmente visualizando a energia e luz lunar iluminando o nosso ser.
Hoje, com o crescente interesse sobre as práticas Pagãs, pessoas de todas as idades e condições se encontram nas noites de Lua Cheia para reverenciar a Deusa e a vida. Como os Sabbats, celebrar os Esbats nos coloca em harmonia com toda a natureza pois se as mudanças das fases lunares exercem influência sobre as marés e plantio das sementes, elas seguramente influenciam nossas emoções e acontecimentos diários.
Cada uma das lunações recebe um nome específico que reflete o momento da Roda do Ano em que ela se encontra expressando um dos muitos temas da vida humana. Estes nomes podem variar de Bruxo para Bruxo ou dependendo da Tradição. Os nomes que seguem são os mais comuns e largamente utilizados entre a comunidade Pagã:

JANEIROLua do Feno
É o momento onde vemos a natureza em sua plena maturidade.
As sementes germinaram e chegou a hora de pensar no que será guardado para o inverno e relembrar os grãos (sonhos) que foram plantados em  Setembro, na Lua do Arado. Agora é chegado o momento de preparar-se para a materialização dos frutos de nossas ações.
Erva: madressilva
Cor: Branco, marrom, prata e cinza
Momento ideal para: preparar-se para o sucesso,  meditar  sobre os objetivos e planejar o futuro.

FEVEREIRO: Lua do Milho
Esta lunação marca o período da primeira colheita e a retribuição dos benefícios de nossas ações.  Momento de nos alimentarmos interna e externamente, lutando pelos nossos sonhos.
Erva: louro
Cor: laranja, ouro e amarelo
Momento ideal para: encontros, fortalecer as amizades e lutar pelos sonhos
  
MARÇO: Lua da Colheita
Esta lunação marca o período da segunda colheita. E momento de agradecer pela fartura e abundância e meditar sobre o equilíbrio da vida. É o momento ideal para organizar nossa vida espiritual e emocional.
Erva: avelã
Cor: marrom e amarelo
Momento ideal para: agradecer pelas conquistas, meditar, organizar e fortalecer os diferentes aspectos da vida.
  
ABRIL: Lua do Sangue
Esta lunação marcava o período sazonal da caça e estoque de comida para o inverno. Momento de celebrar os ancestrais e meditar sobre o tema morte e renascimento, já que o Sabbat Samhain se aproxima. Hora de deixar de lado os hábitos nocivos e se desfazer das coisas que não nos servem mais, dentro e fora de nós.
Erva: cipreste
Cor: laranja, preto, roxo
Momento ideal para: se livrar de vícios, purificar e buscar harmonia

MAIO: Lua Escura
É a lunação da transformação e preparação para a chegada do inverno. Momento ideal para fazer a paz consigo mesmo e com aqueles ao seu redor.
Erva: cedro
Cor: preto, cinza, verde escuro
Momento ideal para: buscar o entendimento, fortalecer a comunicação com a Deusa e com o Deus, encontrar a paz.
  
JUNHO: Lua do Carvalho
Lunação do renascimento espiritual. Após o Solstício de Inverno que ocorre neste mês marcando a noite mais longa do ano, os dias passarão a ser maiores que as noite. Exatamente por este motivo, esta lunação é ideal para nos levar ao encontro de nossa alma. Conforme a luz solar crescer, sua energia iluminará nos vidas nos mostrando os caminhos a serem percorridos
Erva: azevinho
Cor: vermelho, branco, verde
Momento ideal para: buscar pelo renascimento, auxiliar amigos e familiares, pedir orientação aos Deuses

JULHO: Lua do Lobo
Lunação ideal para trabalharmos os sentimentos interiores. O período de reclusão nas noites frias e longas do inverno estão passando e é hora de despertarmos, nos preparando para o florescer da primavera.
Erva: bétula
Cor: branco e violeta
Momento ideal para: gestação, concepção, proteção, estudar os projetos que desejamos ver realizados
  
AGOSTO: Lua da Tempestade
Lunação associada ao Sabbat Imbolc e consequentemente ideal para purificação, limpeza e descartar o que não nos serve mais. O sol começa a dar seus primeiros sinais de força e luz e as trevas são dissipadas
Erva: Sorveira
Cor: vermelho, verde, laranja, azul celeste
Momento ideal para: canalizar a energia necessária para a realização dos desejos, purificação, cura, cuidar do lar e família
  
SETEMBRO: Lua do Arado
É a lunação que marca o momento de arar e semear.  A terra despertou do seu sono profundo e agora é hora de ter esperança e deixar os ventos da transformação trazerem nova energia para a sua vida.
Erva: Amieiro
Cor: azul, amarelo, branco
Momento ideal para: crescer, prosperar, acreditar, recomeçar algo que foi deixado de lado no passado
  
OUTUBRO: Lua dos Grãos
A Terra se enche de luz e o que foi plantado agora começa lentamente a germinar. A união da Deusa e do Deus traz a energia fertilizadora necessária para que a futura colheita seja farta e abundante.
Erva: pinheiro
Cor: verde e vermelho
Momento ideal para: produzir ou desenvolver algo, aproveitar as oportunidades e a sorte, trabalhar nosso temperamento

NOVEMBRO: Lua da Lebre
É hora de celebrar o amor e a vida. Esta lunação marca o período que segue a união da Deusa e do Deus. A Terra está cheia de poder pronto para ser utilizado. É hora de abraçar as diversas partes do nosso eu e reconhecer que todas elas fazem parte de nossa natureza e precisam ser equilibradas
Erva: rosas
Cor: rosa, verde, vermelho
Momento ideal para: usar nossa energia criativa, buscar pelo amor ideal e verdadeiro, fortalecer nossa ligação com a natureza.
  
DEZEMBROLua dos Prados
Esta lunação indica o momento de honrarmos a Deusa e agradecer pelo aprendizado conquistado no decorrer do ano. O Verão agora se inicia trazendo o poder do Deus solar à Terra. O velho morrerá para dar espaço ao novo e por isso agora somos capazes de nos fortalecer.
Erva: flor do campo
Cor: azul claro, rosa e laranja
Momento ideal para: tomar decisões, assumir responsabilidades, fortalecer as relações amorosas, conquistar um novo amor

 CELEBRANDO UM ESBAT
 )O(

Se você observou o florescer da natureza ao seu redor para celebrar a mudança dos ciclos sazonais , já terá vários elementos que poderão ser utilizados em seu ritual de Esbat.
Os Esbats como exemplificados neste capítulo, são uma reafirmação das mudanças da Roda do Ano e como ela têm muito à nos oferecer para o entendimento da religião Wicca.
Inclua as cores e aromas já identificados por você na ocasião do Sabbat no seu Esbat. Use também as informações fornecidas para cada lunação na hora de compor um ritual de Lua Cheia.
Você poderá querer incluir o lançamento de um Círculo Mágico para realizar seu ritual de Lua cheia no interior de um espaço sagrado.
Se quiser, poderá realizar o lançamento formal do Círculo como é  ou simplesmente sentar por alguns instantes, respirar e imaginar um círculo de luz ao seu redor na cor que você mais gosta. Enquanto imagina ele se formando ao redor de você, profira frases como “Eu traço este círculo para me proteger e tornar este espaço sagrado” ou “Eu lanço um círculo de luz ao meu redor. Que nele nenhum mal entre e que dele nenhum mal saia”. Você pode optar em mudar as frases exemplificadas para se adequarem às suas necessidades e até mesmo criar outras espontaneamente na hora. Depois disso é comum convocar a força dos 4 elementos da natureza Terra, Ar, Fogo e Água, bem como a Deusa e ao Deus para testemunharem seu ritual.
É comum realizarmos os rituais de plenilúnio em homenagem à uma face da Deusa. Por isso, identifique aquela que mais corresponde às suas necessidades neste momento e componha uma poesia, cântico ou dança em celebração à Ela.
Medite sobre o tema do Esbat que você está realizando e encontre respostas para as suas indagações.
Peça paz, luz, amor, cura e união. Consagre algum objeto como uma corrente, pingente ou anel com o óleo aromático que você mais gostar, pedindo as bênçãos da Deusa e do Deus e use-o diariamente para protegê-lo ou para ajudá-lo a alcançar seus sonhos.
Contemple a Lua, sinta sua energia entrar dentro de você e guarde em seu interior o poder gerado por ela. Esta força será seu combustível e o ajudará chegar até a próxima lunação em harmonia e plenitude total.
Cante para a Lua, à ela eleve seus braços e deixe que sua magia promova o seu reencontro com a Grande Mãe.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.