Siga por e-mail

Seguidores

sábado, 24 de março de 2012

A Wicca Hoje


Por: Claudiney Prieto
A partir do seu ressurgimento em 1951, a Wicca adquiriu novas expectativas e passou por significativas transformações, sendo abraçada pelos movimentos feminista e ambiental,  ganhando uma nova cara, muito mais matrifocal e orientada para a Deusa relegando ao Deus uma posição secundária. Isso é compreensível, uma vez que o Sagrado masculino foi reverenciado por milhares de anos, enquanto a Deusa foi mutilada e esquecida.
Foi em 1970 que o movimento feminista abraçou a Wicca como sua religião “oficial”, encontrando na Deusa uma figura forte e capaz de provocar mudanças profundas no pensamento da sociedade e sua forma de encarar o mundo. Muitas Tradições feministas surgiram com isso e contribuíram com um substancial material criativo e de qualidade que mudaria para sempre a Wicca!
Se em meados do década de 1950 a Wicca era considerada muito mais um sistema mágico do que uma religião, hoje a realidade é completamente diferente. Muitos foram os grupos de Wiccanianos que se organizaram para legitimá-la como uma verdadeira religião, fazendo-a ser aceita, reconhecida e respeitada em diferentes segmentos da sociedade. A maior visibilidade da Wicca ainda encontra-se nos Estados Unidos e Europa, onde é considerada uma religião autêntica, com direito à Capelania no exército e casamentos reconhecidos pelo Estado.
No Brasil, a Wicca vem crescendo substancialmente e vemos à cada dia mais e mais obras literárias propostas a esclarecer seus aspectos religiosos e filosóficos e nos deparamos constantemente com pessoas ornando nossos símbolos sagrados, como o Pentagrama ou a Triluna, no metrô, ônibus, fila do banco ou ruas.
Hoje, existe um número muito maior de pessoas praticando a Arte da Bruxaria solitariamente do que em grupo, chamados de Covens. Ela se transformou de uma religião secreta em uma religiosidade alternativa moderna, fortemente centrada na figura da Deusa Mãe e orientada para a consciência ambiental e social.
Grupos de diferentes etnias passaram a incorporam muito de sua cultura à Wicca, tornando-a mais flexível e consequentemente eclética. O ditado “Todas as Deusas são a Deusa” tornou-se um axioma Wiccaniano desde a última década e assim Deusas hindus, nativas americanas, africanas, havaianas, chinesas  e de muitas outras culturas foram assimiladas pela Wicca e passaram a ser reconhecidas como diferentes faces da Deusa.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.