Siga por e-mail

Seguidores

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Leviatã




Leviatã, a assinatura do autor esta do lado esquerdo inferior...


Leviatã (Leviathan ou Leviatha) é dado na demonologia como um dos quatro príncipes coroados do inferno. É o monstro marinho bíblico, de enormes proporções e rei de todas as criaturas do mar. Seu nome vem do hebraico, e significa literalmente; Serpente Tortuosa, uma referência tanto a sua natureza animalesca como ao seu aspecto oculto. Seu arquétipo referê-se a brutalidade, ferocidade e aos impulsos mais selvagens e incontidos da humanidade.


No campo espiritual o famoso demonologista Wierius chama-o de "o grande embusteiro", ou "o grande enganador", pela facilidade co que triunfa em lances políticos, tratados comerciais e intrigas palacianas. Talvez não por acaso territorialmente é reconhecido por dominar a América Latina.


A descrição visual de Leviatã é sempre a de uma critura abissal de proporções gigantescas. Segundo os escritos de La Légende Dorêe, datados de 1518, Levitã é comparável a um dragão, metade besta e metade peixe, muito maior que um boi e absurdamente mais comprido e rápido que um cavalo. Seus dentes são agudos como espadas e possui chifres em ambos os lados da cabeça.


O Dicionário Judaico de Lendas e Tradições de Alan Uterman afirma que os olhos do Leviatã iluminam o mar a noite e podem ser vistos a milhas de distância. A água ao seu redor ferve com o hálito quente de sua boca, o que o faz ser sempre acompanhado de cortinas de vapor escaldante. O odor fétido do Leviatã pode superar até a fragrância do jardim do Éden, e caso seu fedor lá penetrasse, ninguém poderia sobreviver. De acordo com a tradição cabalística o Leviatã simboliza Samael, o príncipe do mal, que será destruído nos tempos futuros.


Durante as grandes navegações do século XIV e XV, Leviatã personificou o medo do Mar e do desconhecido. Nesta época não foram poucos os relatos de que tripulações inteiras dragadas por este ser, que era tido como a besta marinha por excelência que se escondia nas tempestades, destruia portos inteiros e afundava as embarcações.
Sua antiguidade remete aos mitos da cosmovisão judaica onde Leviatã é considerado por alguns estudiosos como uma das criaturas primevas, ou seja, um dos seres antiquíssimos que existiam no início de tudo e que tiveram de ser derrotados por Jeová antes que se tivesse início a criação dos céus e da Terra. Segundo esta lenda Jeová matou a fêmea Leviatã para impedir que o casal procriasse e destruísse o mundo que tinha em mente. Com sua pele, delimitou as fronteiras do espaço profundo e fez roupas para Adão e Eva.


Ainda segundo a escatologia judaica, no final dos tempos, com a chegada do Messias, Gabriel entrará em uma briga de proporções cósmicas para matar o macho Leviatã, ou, segundo outra versão, fará com que o gigantesto Beemot, outra criatura primeva trave uma batalha com o Leviatã até que ambos se matem mutuamente. No grande banquete messiânico para os justos, a pele do Leviatã servirá então como um toldo gigantesco e sua carne será servida a todos.




Perante a Igreja:


Na interpretação cristã, o Leviatã é comummente considerado ser um demónio, ou monstro natural, associado a Satanás.


«Desperta! Desperta! Reveste-te de força, braço de Javé! Desperta como nos tempos passados, como nas épocas antigas. Não foste Tu que derrotaste o monstro e trespassaste o dragão?»(Isaías, 51:9)


Alguns escolásticos consideraram que o Leviatã representava as forças pré-existentes do caos. No salmo 74:13-14 diz-se «Tu dividiste o mar com o Teu poder, quebraste a cabeça do monstro do mar. Tu esmagaste as cabeças do Leviatã, dando-o como alimento às feras do mar.» 




O uso do Leviatã nos livros do Velho Testamento pode ser visto como referência a bestas da mitologia semítica mencionadas na literatura ugarítica. «Naquele dia, com a Sua espada dura, grande e forte, Javé castigará Leviatã, serpente escorregadia, Leviatã, serpente tortuosa, e matará o dragão do mar.» (Isaías, 27:1)


De acordo com S. Tomás Aquino, Leviatã é o demónio da inveja e o primeiro a ser castigado nos pecadores que nele incorrerem.


O Livro de Jó, capítulos 40 e 41, aponta a imagem mais impressionante do Leviatã, descrevendo-o como o maior (ou o mais poderoso) dos monstros aquáticos. No diálogo entre Deus e Jó, o primeiro procede a uma série de indagações que revelam as características do monstro, tais como "ninguém é bastante ousado para provocá-lo; quem o resistiria face a face? Quem pôde afrontá-lo e sair com vida debaixo de toda a extensão do céu? ....Quem lhe abriu os dois batentes da goela, em que seus dentes fazem reinar o terror?...... Quando se levanta, tremem as ondas do mar, as vagas do mar se afastam. Se uma espada o toca, ela não resiste, nem a lança, nem a azagaia, nem o dardo. O ferro para ele é palha, o bronze pau podre" (Bíblia Sagrada, 1957: 656). Ao lado do Leviatã, no capítulo 40 do livro de Jó, aparece o Behemoth, vigoroso e musculoso animal terrestre, "sua força reside nos rins e seu vigor no músculo do ventre. Levanta sua cauda como (um ramo) de cedro, os nervos de suas coxas são entrelaçados; seus ossos são tubos de bronze, sua estrutura é feita de barras de ferro" (Bíblia Sagrada, 1957: 654). Na bíblia também fala que Deus enviara Behemoth para matar Leviatã. Eles terão uma grande batalha, onde os dois morreriam, mas Behemoth sairia vitorioso por cumprir sua missão.


Leviatã na cultura popular:






Leviatã também diz respeito a obra do cientísta político e jusnaturalista Thomas Hobbes (Malmesbury, 5 de abril de 1588 — Hardwick Hall, 4 de dezembro de 1679). Em sua obra, Hobbes afirmava que a "guerra de todos contra todos" (Bellum omnium contra omnes) que caracteriza o então "estado de natureza" só poderia ser superada por um governo central e autoritário. O governo central seria uma espécie de monstro - o Leviatã - que concentraria todo o poder em torno de si, e ordenando todas as decisões da sociedade.

Na Série Supernatural




Na série, são poderosos monstros do sub-mundo (local onde se localizam todos os monstros e criaturas). Na série, o suposto ex-anjo Castiel abre um portal para o purgatório para obter as almas existentes no mesmo com a intenção de as absorver e se tornar um novo Deus, porém, devido ao seu pouco conhecimento sobre os riscos de executar o feito e falta de conhecimento sobre os monstros, acaba absorvendo os poderosos Leviatãs juntamente com todas as outras almas e ao expulsá-las de seu corpo não consegue expulsar os Leviatãs que nele habitam.




Monstro do Lago Ness






O monstro do lago Ness, conhecido simplesmente por Nessie, é um criptídeo aquático que alegadamente foi visto no Loch Ness (Lago Ness), nas Terras Altas da Escócia. A sua existência (ou não) continua a suscitar debate entre os cépticos e os crentes, e é um dos mistérios da criptozoologia. O monstro de Loch Ness é descrito como uma espécie de serpente ou réptil marinho, semelhante ao plesiossauro, um sauropterígeo pré-histórico. Mas no dia 29 de Maio de 2003, o governo da Escócia declarou que o monstro não existe e as ideias de que ele existe não passam de fruto da imaginação. Para alguns estudiosos bíblicos a existência do Nessie é a real comprovação da mitologia bíblica do Leviatã.




VISÃO NA WICCA:


*Leviatã: Uma serpente gigantesca, que de suas narinas saia fogo, e ele destruia embarcações, seu halito era de enxofre e todos o temiam. Alguém já leu a lenda do Crocodilo do Nilo, leiam, muito esclarecedor.


*Satã: A igreja católica o transformou em um demonio para dizer que deuses de outra religião são o Diabo e dizer que somente o seu deus é unico, na verdade Satã era o Deus Cernunnos (O Deus dos animais, em religiões pagãs)
*Lucifer era um anjo, que por desobedecer Deus (ele procurou sabedoria) foi expulso do paraiso, você deve aceitar a palavra de deus como única, e não procurar as suas próprias interpretações da palavra de Deus se não você é um demonio herege.
*Behemoth era um hipopótamo que provavelmente a religião catolica transformou em demonio e o colocou na biblia devido aos Egipcios que havia um Deus que era um hipopótamo.


*Baphomet: O meu favorito, se você pensar em demonio, logo a sua imagem vem a cabeça: Corpo masculino, com seios de mulher, cabeça de bode, duas luas, uma minguante negra no canto superior esquerdo e uma crescente branca no canto inferior direito, seus braços um para cima e um para baixo, na testa um pentagrama, asas negras sentado em cima de um circulo (o mundo), um caduceu dentro de sua calça: Vamos as explicações simbólicas. Ele não é um demonio como muitos pensam, a Igreja católica fez um bom trabalho para enfiar essa imagem em seus fiéis, na verdade ele é um deus da dualidade, dos opostos, do bom e do mal, ying-yang (como quiserem chamar). Foi “demonizado” pela igreja católica lá pelo ano de 1300, Os templarios o cultuavam no templo de Salomão. Agora vamos as explicações simbólicas. O corpo masculino e os seios femininos mostram a dualidade do Homem e da Mulher, a cabeça de bode é em contraste com o corpo masculino: O ser humano e os animais), as duas luas indicam o começo (crescente) e o fim (minguante), as cores simbolizam o bem e o mal, seus braços um para cima e um para baixo fazem apologia a um ditado antigo modificado: “Assim em cima como em baixo”, ou “Tanto no Céu como na Terra” (notem que não é no inferno e sim na terra), o pentagrama em sua testa simboliza a sabedoria (para que nunca procurou sobre simbologia, o pentagrama é um dos simbolos mais sagrados do mundo, indica sabedoria e proteção) a testa é o chacra da sabedoria, da consciencia, enfim… Suas asas negras simbolizam duas coisas: alusão aos animais novamente e em conjunto com ele sentado em cima do mundo: a velocidade em que a igraja católica se espalhou pelo mundo (porque um demonio carregaria um simbolo a favor da igreja catolica?), o caduceu era um simbolo alquimico, simbolizava a sabedoria antigamente, hoje em dia a medicina o usa como “emblema”, se notar bem dentro do caduceu existe uma cobra branca e uma negra enrolada novamente o bem e o mal).





2 comentários:

  1. Essa foi uma das ilustrações do Gustave Doré para uma edição ilustrada da Bíblia. Existe, inclusive, um Tarô com essas imagens - O Tarô da Bíblia, inteiro em P&B, que merece MUITO ser conhecido. É muito lindo...
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Emanuel por sua colaboração. Feliz por sua visita ao meu blog. bjosss

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.