Siga por e-mail

Seguidores

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Deuses Brasileiros


Não conheço a autoria





Deuses brasileiros.
Sabemos tanto dos outros deuses (gregos, egípcios e romanos)
 que tenho até vergonha de dizer que muitos de nós ainda desconhecem 
alguns desses deuses da nossa cultura.
Tupã é o autor do trovão e dos relâmpagos, sendo o criador do raio,
 tal onipresença celeste confere a este um poder significativo na mitologia Tupinambá.
JACI, a formosa deusa Jaci, a Lua, a Rainha da Noite que traz suavidade 
e encanto para a vida dos homens.
No início de todas as coisas, Tupã criou o infinito cheio de beleza e perfeição.
 Povoou de seres luminosos o vasto céu e as alturas celestes, onde está seu reino. 
Criou então, a formosa deusa Jaci, a Lua, para ser a Rainha da Noite e trazer
 suavidade e encanto para a vida dos homens. Mais tarde, ele mesmo sucumbe
 ao seu feitiço e a toma como esposa. Jaci era irmã de Iara, a deusa dos lagos serenos.
Guaraci ou Quaraci na mitologia tupi-guarani é a representação ou deidade do Sol,
 às vezes compreendido como aquele que dá a vida e criador de todos os seres vivos, 
tal qual o sol é importante nos processos biológicos. Também conhecido 
como Coaraci. É identificado com o deus hindu Brahma e com o egípcio Osíris.
Yorixiriamori - Esse deus deixava as mulheres encantadas com seu canto,o que
 despertou a inveja nos homens,que tentaram matá-lo. O deus fugiu sob 
a forma de um pássaro. É um personagem do mito “A Árvore Cantante”,
 dos Ianomâmis. Essa árvore desapareceu depois da fuga da divindade.
Anhangá - Deus do inferno e inimigo de Tupã. Pode se transformar 
em vários animais, e quando aparece para alguém é sinal de má-sorte.
Ceuci - Deusa protetora das lavouras e das moradias, seu filho Jurupari,
 mesmo nome de um peixe brasileiro, nasceu do fruto da Cucura-purumã, 
árvore que simboliza o bem e o mal na mitologia Tupi-guarani.
Akuanduba - Divindade dos índios araras, tocava a sua flauta para por ordem 
no mundo.
Wanadi - Deus dos iecuanas, ele criou três seres para gerarem o mundo. 
Os dois primeiros cometeram um erro, e criaram uma criatura defeituosa,
que representa os males do mundo. O terceiro concluiu o ato da criação.
Yebá Bëló - Conhecida também como “A mulher que apareceu do nada”, 
é uma divindade do mito de criação dos índios dessanas. Segundo eles,
os seres humanos surgiram das folhas de coca (ipadu), que ela mascava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.