Siga por e-mail

Seguidores

terça-feira, 4 de junho de 2013

As cores na saúde humana

CROMOTERAPIA

É a ciência que se utiliza das diferentes cores contidas no espectro visível e que são decompostas da luz branca, para buscar o equilíbrio do ser humano.
Somos "luz" que vibra na mais baixa intensidade
, criando as condições exatas para que surja o corpo físico. A aplicação das cores altera ou mantém as vibrações que nos proporcionam saúde, pela capacidade de regeneração que a energia luminosa possui e a ação vibracional que as cores nos proporcionam.

LARANJA:

O raio laranja é chamado de “raio da sabedoria” por ser resultado da mistura do vermelho com o amarelo, ou seja, uma energia intermediária de grande brilho pela potência dos raios que lhe dão origem. Do amarelo traz sinais da energia intelectual com muita luminosidade, unindo-se à excitabilidade do vermelho. É a cor do plano mental. O laranja, por sua natureza quente, dissolve formações dentro e fora do organismo, quer na parte óssea como em cartilagens e outros tecidos, nas glândulas e órgãos em geral.
É dilatador de órgãos e de energias, liberador das funções mentais e corporais, estimulando a compreensão. Como alentador, combate a sensação de inércia e ameniza as repressões. Induz a transmutação de energias no corpo.
Em relação ao vermelho, o raio laranja é uma cor mais doce e, portanto, com possibilidade de usos mais acentuados, principalmente onde o vermelho tem contra-indicação. Como o raio vermelho, o laranja pode ser usado na falta de vitalidade e para acelerar a pulsação sem alterar a pressão sanguínea.


VERMELHO:

É uma cor primária, isto é, uma cor que se encontra pura na natureza. É considerada a mais positiva, a mais criativa e a mais vital. Por ser quente e pela riqueza dos seus raios caloríficos é chamado de o “pai” da vitalidade.
Fornece um raio que dá energia, saúde, vitalidade, reativação mental e física. É imediatamente absorvido pelo órgão que apresenta casos anêmicos ou possui um baixo funcionamento, proporcionando a sua imediata revitalização. Tem inúmeros usos para poucas exceções.
Atua sempre como energia em expansão, provocando estímulos. Ao expandir-se, ativa o que estava comprimido pelo frio. O calor do vermelho é importante para todas as coisas vivas, pois sem ele o frio paralisaria tudo e, sem o calor seria impossível qualquer movimento ou atividade.


AMARELO:

O amarelo, assim como o dourado, simboliza o Sol e significa o poder divino, a iluminação e a imortalidade. Os raios amarelos despertam, inspiram e estimulam a mentalidade superior. É o condutor das correntes magnéticas positivas. Propicia o autocontrole, produz efeitos alcalinos (sem eletricidade) que fortalecem os nervos e não é adstringente (não aperta).
Depois da cor branca, a amarela é a que mais energia fornece, tornando-se a mais alegre das cores na Cromoterapia. É uma cor morna por estar posicionada junto ao espectro solar, entre os efeitos das cores quentes e o inicio das cores frias. Sendo uma mistura dos raios vermelho e verde, o amarelo tem a metade da força estimulante do vermelho e metade da capacidade recuperativa do verde, por isso tende tanto a estimular as funções quanto a restaurar as células destruídas. Cor nobre, indica a atividade mental no aspecto físico e energia espiritual na área do espirito. Em sendo a cor do intelecto, é mais da percepção do que da razão. Ativa nossos sentimentos mais nobres, traduzindo e despertando uma intensa alegria.

VERDE:

É o denominador comum de toda a natureza. É o traço de união entre o homem e a natureza, a cor do equilíbrio entre a natureza física e o espírito imortal e a ativação das nossas potencialidades espirituais. Em nossa vidas, é um agente neutralizador das vibrações inorgânicas (energias) do nosso corpo e que equilibra nosso Sistema Nervoso, transmitindo-nos a consciência da harmonia.
É a cor mais importante na natureza em sentido do equilibro próprio. É uma cor que alivia e acalma tanto física quanto mentalmente e que menos fatiga a vista. O verde é uma mistura de amarelo com azul, combinando a sabedoria (amarelo) com a verdade (azul) e, mais ainda, mente e espírito. Situa-se entre o calor e o movimento do amarelo e, por isto, sugere tão poderosamente o repouso.
A cor verde, dentro do Espectro Visível de Cores, é a cor que se apresenta aos nossos olhos com o maior número de tons. Todos os tons de verde são energizadores e equilibradores das energias do corpo físico.


AZUL:

O azul é a cor brilhante do céu, é da sabedoria e reflexão, calmante, pacífica e relaxante. É uma cor mental e altamente espiritualizante e, as pessoas nascidas neste raio são mentalmente sensíveis e fazem ligações mentais e espirituais com facilidade.
O raio azul: se relaciona com todos os aspectos da verdade; estimula a ciência e a invenção; leva ao conhecimento intuitivo; induz ás coisas do Espírito, á lealdade e á confiança. É um raio frio. Sua luz é adstringente, tranquilizante e elétrica, com propriedades sedativas e soporíficas. Dentro do aspecto adstringente, com força de contração (encolhimento), reduz a pressão sanguínea bem como a freqüência das pinçadas oculares e subseqüentemente, qualquer irritação ocular; através da sua luz, tem um efeito tranqüilizante sobre o sistema nervoso; e, sua qualidade soporífera torna esta cor como indutora ao sono (produz sono e faz dormir). Além de calmante, é uma cor que tonifica e intensifica qualquer processo de melhora no corpo físico.


ÍNDIGO:

É o raio da espiritualidade, da devoção, intuição e dedicação. Este raio governa nossos sentidos, encarregando-se de ampliar nossa compreensão, promovendo a mais profunda visão e sentimento das verdadeiras realidades da vida.
É usado como anestésico para evitar a dor, induzindo a anestesia local e ás vezes total. Sua ação anestésica leva a uma certa ou total insensibilidade, devido não à inconsciência, mas antes, a uma elevação da consciência.


VIOLETA:

É frequentemente chamado “raio do poder” por coordenar a Mente Superior. É a cor da Consciência Cósmica, a cor que indica mente livre de preconceitos, capaz de considerar a vida e o Universo sem dogmatismos, observando o passado e o futuro com exatidão, com uma consciência de que a vida é eterna e está sempre em evolução. É o purificador ideal e o purificador de idéias, um estimulante para a natureza intuitiva (espiritual). É uma cor secundária, de caráter fria, ácida, e cor a que tem o raio com o maior poder eletroquímico. É resultante da verdadeira mistura de vermelho e azul, uma cor de movimento excitante com outra estática e tranquilizadora. O violeta, ao contrário do amarelo com quem se complementa, é o mais escuro dos raios excluindo-se naturalmente o preto. No espectro radiante situa-se no extremo oposto do vermelho.

ROSA:

Cor “do amor puro”, da emoção suave que cria a sensação de calma, dentro de uma vibração de alta sintonia e paz. Cor da doação por excelência, de todo bom sentimento de amor e benéfico por natureza, pois emitimos o raio rosa quando pensamos naqueles que amamos, desde que o façamos com amor. É semelhante ao adoçar.
É a cor da união entre dois seres que se unem e se amam. A cor do ato sexual procriador, com amor e responsabilidade da criação. As pessoas que entendem a vida e tem noções de amor e responsabilidade concebem filhos no raio rosa.
Por excelência, é utilizada para acalmar qualquer processo desequilibrador de energias e como preparadora do local que irá receber as outras cores energéticas necessárias. Os tons de rosa são imensamente variados e é transformadora de energias pesadas em energias leves, doces e ternas.
Em suma, o rosa entra em todo e qualquer órgão físico com o poder de transformá-lo positivamente, independente da vontade do paciente ou do aplicador. Portanto, é a única cor que transforma o ser humano.


Fonte: http://universo-hol.blogspot.com.br/search/label/Cromoterapia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.