Siga por e-mail

Seguidores

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

WICCA CRISTÃ: A MISTURA IMPOSSÍVEL

By: Douglas Coutinho


 Bom, eu vou dizer mais uma coisinha sobre algo que eu vi há alguns dias aí pela rede...

 Alguns sites (não muitos, mas alguns) aparecem mencionando um... grupo religioso (não deixa de ser isso) que simplesmente não tem como ser uma forma de Wicca, como eles defendem: uma coisa chamada “Wicca Cristã”.
Vamos ver 7 razões que impedem essa mescla:

 1
 Aos olhos da Wicca, o Divino Masculino pode ficar abaixo ou no máximo ao lado do Divino Feminino. Mas nunca acima.
 Aos olhos do Cristianismo, Jeová, que é o Divino Masculino, está acima de tudo o que existe, existiu e existirá. Embora alguns grupos cristãos reconheçam Maria como o expoente máximo do Divino Feminino, ainda assim ela é sempre vista como inferior a Jeová.

 2
 Aos olhos da Wicca, os deuses já estão presentes no Fogo, na Água, no Ar e na Terra. Pra chegar até eles, basta se conectar com esses elementos.  Aos olhos do Cristianismo, o deus deles fica num plano incompreensivelmente mais elevado do que aqui e, se a pessoa viver uma vida de privações e auto-repressões, talvez ela consiga chegar até esse deus quando morrer. E mesmo assim, isso não é garantido (de acordo com a Bíblia deles, “muitos serão chamados, mas poucos serão escolhidos.”).

3
 Aos olhos da Wicca, o ser humano deve se conectar com a Natureza.
 Aos olhos do Cristianismo, a Natureza nem tem muita importância. Mas, quando é mencionada, é lembrada como algo que deve simplesmente servir aos interesses humanos.

 4
 Aos olhos da Wicca, se qualquer pessoa toma uma atitude negativa, ela própria é a principal responsável pelos seus atos.
 Aos olhos do Cristianismo, se um cristão toma uma atitude negativa, a culpa não é dele, mas sim do diabo. Frequentemente, você ouve um cristão dizendo alguma coisa do tipo “Quando eu fiz aquilo, não era eu que estava ali. Era o diabo que estava me tentando.”.

5
 Aos olhos da Wicca, nenhum prazer físico é pecado.
 Aos olhos do Cristianismo, todas as coisas que produzem prazer físico são pecados: quem come só por prazer e sem ter fome está cometendo pecado da gula, quem se deita só por prazer e sem sono está cometendo o pecado da preguiça, quem faz sexo só por prazer e sem a intenção de ter filhos está cometendo o pecado da luxúria...

 6
 Aos olhos da Wicca, o sexo simplesmente faz parte do corpo humano. E pode inclusive fazer parte da conexão da pessoa com a Natureza, assim como comer, beber, respirar, dormir, sonhar... Não tem nada de pecado.

 Aos olhos do Cristianismo, o sexo é sempre visto como feio, sujo e mal. A não ser quando é usado pra consumar o casamento e com a intenção de ter filhos. Vamos lembrar que os próprios órgãos sexuais são considerados partes impuras do corpo por alguns grupos cristãos. E o próprio batismo de crianças é usado como uma forma de exorcizar a criança, já que ela nasceu do encontro de um pênis com uma vagina (que os cristãos chamam de “pecado original”).

7
 Aos olhos da Wicca, qualquer religião é válida. Desde que a própria pessoa, seguindo o seu próprio livre arbítrio, por livre e espontânea vontade, tenha decido se tornar membro daquela religião. E não seguir religião nenhuma também é válido, desde que a própria pessoa, seguindo o seu próprio livre arbítrio, por livre e espontânea vontade, tenha decido não ter religião nenhuma.

 Aos olhos do Cristianismo, o livre arbítrio da pessoa não conta. Ela simplesmente tem que virar cristã e acabou. Se não, ela vai pro Inferno.

 Acho que até aí já dá pra ver que a Wicca e o Cristianismo são princípios que não têm como ser praticados juntos.  As pessoas que são praticantes da assim chamada “Wicca Cristã” tão mais pra cristãs, de um grupo alternativo do Cristianismo, do que pra pagãs. Creio que qualquer pagão pode confirmar isso.





Wicca é Paganismo. A Wicca é uma religião que é nova, pois surgiu em meados da década de 50 no século XX  e está em constante mudança, pois permite que ser trabalhe Magia de diversas formas. Não há nada na Wicca que diga que não se possa trabalhar algo magicamente, pois feriria a Wicca. 


Mas, chegar ao ponto de misturar duas religiões tão diferentes, aí não. Seria o mesmo de querer misturar o Budismo e o Candomblé. Não é algo concebível e nem respeitoso para ambas as religiões ao todo, seja crenças, liturgias, egrégoras, energias e divindades. 

Não existe "panteão judeu/cabalístico/cristão antigo", porque não são Deuses pagãos. São deuses patriarcais, exclusivistas que tem o culto, a egrégora, as crenças, os costumes e a religião propriamente dita deles no mundo.

São Deuses exclusivistas que não aceitam o culto de outros deuses, são transcendentais, não nasceram de um Sagrado Feminino, não tem a idéia de Teia Universal. Maria não passa de uma mulher comum, uma santa. Nem Deusa ela é no Cristianismo.

A Deusa é a Grande Criadora. Ela criou tudo e todos na Wicca, inclusive o seu consorte ou em alguns mitos de criação, ele está ao lado dela, mas a criação vem do Sagrado Feminino. Ela é imanente, assim como todos os Deuses Pagãos. Na Wicca permitem a diversidade de cultos a outros panteões, porque os Deuses não eram exclusivistas totalmente. A idéia de Teia Universal existe em religiões pagãs.     


Wicca é a religião da Deusa e, é Paganismo. 






Os caminhos cristãos citados são caminhos SOLARES. Isso é uma metáfora: sob a luz do sol, podemos facilmente discriminar o que vemos: a árvore é a árvore, o pássaro é o pássaro, o ninho é o ninho. Caminhos solares são aqueles que enxergam as coisas do mundo como individuais e independentes. Esses sistemas funcionam num contexto de dominação próprio da filosofia cristã, que enxerga o ser humano como superior ao resto da criação e ensina que temos que dominar, controlar e exercer poder sobre a criação.
Magia pagã é magia LUNAR - à noite, sob a luz da lua, fica difícil de distinguir entre o que vemos. Na penumbra, as coisas parecem interligadas. E é essa a filosofia por trás dessas correntes: elas sabem que tudo o que existe faz parte de um mesmo todo, uma coisa só. Por isso nós, pagãos, não controlamos os elementos, não exercemos poder sobre os elementais, não dominamos nada. Nós criamos relações de parceria com essas energias, reconhecemos que ambos somos manifestações da Deusa Viva. Percebe como é totalmente diferente e oposto?
Cristianismo e Paganismo não são compatíveis de forma nenhuma. Quem insiste nessa fusão é porque não conhece profundamente nenhum dos dois sistemas.




- A egrégora cristã baseia-se em: medo, culpa e submissão. Três valores abominados por pagãos.

- A egrégora cristã funciona contra: sexo, orgulho, si mesmo, paixão e poder. Os cinco valores de uma verdadeira bruxa. Sem falar que é uma egrégora que possui como característica específica a abominação à bruxaria.


- A proposta da Wicca é ser uma escola iniciática de ROMPIMENTO com os valores cristãos em busca de um modelo de vida mais compatível com as velhas crenças pagãs.

Um comentário:

  1. Muito bom seu texto. Concordo em gênero, número e grau.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.