Siga por e-mail

Seguidores

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Diferença entre a Lei do Retorno e a Lei Tríplice




"Sem a ninguém prejudicar, faça o que desejar", diz a Rede Wiccana, um extenso texto que dita, em poesia, os dogmas da religião Wicca.

Para dar ênfase a esse importante dogma, outra lei é mencionada na Rede. A Lei Tríplice, ou Lei do Triplo Retorno, como alguns ainda chamam, é o maior princípio que rege qualquer ato mágico da vida de um Wiccano. Sabem eles que qualquer um de seus atos retornará em triplo para os mesmos.
A Lei Tríplice reforça ainda mais o conceito de que nenhum bruxo wiccano deve fazer com os outros aquilo que não gostaria que fizessem para ele, pois certamente retornará. Não bastando o retorno em igual intensidade, eles aceitam então o retorno triplo pelas suas ações. "Da Lei Tríplice lembrarás também; três vezes o mal, três vezes o bem."

No entanto, devemos entender o que existe por trás desse dogma e qual a diferença entre ele e a conhecida Lei do Retorno.

Primeiramente: A Lei Tríplice é um dogma da Wicca. Sim, querido leitor, a Wicca tem dogmas. Para que a Lei Tríplice exerça função em sua vida, é preciso submeter-se a ela. Em muitas tradições, esse ato [de submeter-se a lei tríplice] ocorre no momento da Iniciação do adepto, quando ele faz seus juramentos de sacerdócio - incluindo aí a aceitação dos dogmas wiccanos. A Lei Tríplice reforça ainda todo conceito de triplicidade que existe na Wicca. As três faces da Deusa [Donzela, Mãe e Anciã] e as três faces do Deus [Jovem, Homem Verde e Ancião]. Há também o traçado do círculo mágico três vezes, as três fases da Lua relacionadas à Deusa... tudo ao redor do conceito do número 3. Logo, percebemos que o número 3 é nada menos que um número sagrado de muito poder dentro da Wicca - e, por isso, este número também define um de seus maiores dogmas. A Lei.

No entanto, devemos saber que Lei Tríplice e Lei do Retorno não são a mesma coisa. Como você já leu, a Lei Tríplice pertence a Wicca. E só. Adeus (pelo menos eu, particularmente, não conheço nenhuma outra vertente que tenha este lei como dogma); a Lei do Retorno é algo correspondente a uma lei universal - existe simplesmente porque existe. Para ateus, bruxos, cristãos, satanistas, budistas e todo o resto. A Lei do Retorno é a simples lei da física chamada Lei da Ação e Reação; ou "tu és responsável por aquilo que cativas", ou, ainda, "você planta aquilo que você colhe". É o Arcano VIII, A Justiça, do Tarot.

O retorno é certo e o Universo se encarrega disso. Se você ataca alguém por pura crueldade ou vingança, sem ter razões plausíveis pra isso, esse ataque, assim como um bumerangue, vai acabar voltando pra você e te acertando a fuça. É como plantar sementes de maçã e nascer uma macieira. Natural, simples e previsível.

Ou seja, para os novatos que proferem a Lei Tríplice para qualquer um que os chamam de 'gordinho' na escola: Guarde a Lei Tríplice dentro de si. Se você acredita nela, ótimo. Isso significa que toda boa ação que partir de você, voltará três vezes mais forte. E isso é ótimo para nortear e moldar suas ações - que consequentemente moldarão seu caráter. Perante os Deuses, submeta-se a essa lei e passe a agir toda vez pensando nela. Ela não dirá sobre a vida de ninguém senão a sua.

Para os demais, deixemos o Universo, por si só, trabalhar. Deixemos que a Lei do Retorno os façam colher exatamente aquilo que eles plantam. Se é amor, que colham amor; mas se é mal, que colham o mal. 

Já para vocês: Amor, amor e amor.


Evan Kunagnos
Bruxaria Hipster

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.